SUPLENTE DE VEREADOR DENUNCIA COMPRA DE VOTOS EM ELEIÇÃO MUNICIPAL DE SOLEDADE

Dizem que se não houver problemas em eleição em Soledade, não houve eleição! E parece que a de 2016 não foi diferente. Soledade que já vivenciou a entrada e saída de cinco prefeitos em apenas dois anos, acompanhará mais um desenrolar de uma demanda jurídica. A última eleição municipal de 2016 foi marcada pelo racha da oposição e a vitória do grupo da situação, com apenas 193 votos de diferença do primeiro para o segundo colocado, saindo-se vencedor o empresário Geraldo Moura Ramos do Partido Progressista – PP. Acontece que a suplente de Vereador Ana Paula da Cruz Santos, também do PP, acusa o presidente do seu partido e atual prefeito Geraldo Moura, de ter firmado acordo com a conhecida pessoa de André do Alto São José, para a compra de votos em bairros carentes de Soledade. Consta da declaração assinada pela sra. Ana Paula, de próprio punho, que Geraldo Moura havia pago o valor de R$ 30.000,00 ao sr. André do Alto. Informações dão conta ainda que há uma ação de impugnação de mandado eletivo que pede a cassação do diploma do prefeito Geraldo Moura e de sua vice Fabiana Gouveia, com a consequente realização de novas eleições. O povo de Soledade não comenta outra coisa, a não ser essa possível cassação de Geraldo, até porque já consta também uma demanda de cassação do Vereador Professor Netinho do PROS, diga-se aliado do prefeito Geraldo Moura, pela falsificação e utilização de documentos falsos em um concurso público municipal, bem como no seu registro de candidatura. Lembrando que o professor Netinho, já pediu exoneração do cargo de Pedagogo, conseguido no referido concurso. Em tempo, traremos mais novas notícias sobre o caso.



Postagens mais visitadas deste blog

PREFEITURA DE SOLEDADE LICITA MAIS DE 1 MILHÃO DE REAIS EM CARNES

ESTUDANTE RECLAMA DE TRANSPORTE UNIVERSITÁRIO SUPERLOTADO