AÇÃO QUE PEDE A CASSAÇÃO DO PREFEITO DE SOLEDADE TERÁ SUA PRIMEIRA AUDIÊNCIA


Está marcada para acontecer na manhã desta quarta-feira (14), no Fórum de Soledade, a audiência de instrução de um processo que requer a cassação do mandato do prefeito Geraldo Moura (PP) e da vice, Fabiana Gouveia (PMDB).

A ação se sustenta numa denúncia da suplente de vereadora Paula de Burro Branco (PP, mesmo partido do Prefeito) em que acusa Geraldo Moura de ter firmado acordo com a conhecida pessoa de André do Alto, para a compra de votos em bairros carentes de Soledade. Consta da declaração assinada por Paula, de próprio punho, que Geraldo havia pago o valor de R$ 30.000,00 à André. Ainda consta das informações na cidade que há uma interceptação telefônica num processo criminal, que deu origem a operação Narcos, e que servirá como prova.


Segundo a advogada Dra. Hanna Avelino, a audiência de instrução é o último ato da fase instrutória onde se colherão as provas orais, o depoimento pessoal das partes e a inquirição das testemunhas. Após o Ministério Público e as partes apresentarem as alegações finais, o processo estará pronto para julgamento. “Após essa audiência de instrução, ouvidas as testemunhas, os advogados das partes e o Ministério Público têm um prazo para apresentarem as alegações finais. Depois disso o juiz julga” – ressaltou.
A tramitação da AIME (ação de investigação de mandato eletivo) é sigilosa, nos termos do art. 14, § 11, da Constituição Federal. Isso quer dizer que, embora o julgamento seja público, o andamento do processo se dá em segredo de justiça. No entanto, a sentença proferida pelo juiz será de conhecimento público. 

O povo de Soledade não comenta outra coisa, a não ser essa possível cassação de Geraldo, haja vista que a última eleição municipal foi umas das mais disputadas da história do município.

Postagens mais visitadas deste blog

PROGRAMAÇÃO DA SEMANA SANTA- PARÓQUIA DE SANTA ANA - SOLEDADE - PB

Prefeito de Soledade baixa decreto proibindo funcionários de usar celular durante o expediente.