PREFEITURA DE SOLEDADE NEGA REMÉDIOS A ADVERSÁRIOS POLÍTICOS


Familiares de parentes que tiveram negado o fornecimento de remédios pela Secretaria Municipal de Saúde reagiram, no dia de hoje, com revolta nas redes sociais.


Segundo Sheila Santtos, filha de uma paciente, desde semana passada a sua mãe precisou de alguns medicamentos e não fora atendida. ‘’ Precisei pedir um medicamento pra minha mãe e chegando na secretaria me falaram que a meta do dia já tinha sido atingida e que também o valor do medicamento dela eles não despacham porque é de R$ 158,00’’. 

Por meio do bate-papo do facebook, Sheila atribui a negativa do atendimento ao fato de não ter votado no atual Prefeito, ou seja, perseguição política. ''Na farmácia eu ouvi a atendente dizendo à Secretária adjunta que só a uma pessoa havia sido despachado um medicamento no valor de R$ 600,00; no meu entendimento, um valor muito maior que o da medicação da minha mãe'',desabafa.



Enquanto a Prefeitura nega-se a fornecer medicamentos de baixo custo, o Prefeito e empresário do ramo de gráfica, Geraldo Moura estipula, para os próximos 06 meses, um gasto de R$ 600.000,00 (seiscentos mil reais) com propaganda institucional.

Postagens mais visitadas deste blog

Prefeito de Soledade baixa decreto proibindo funcionários de usar celular durante o expediente.

FABIANA GOUVEIA, REGINALDO DE BABÁ E MIRANDA FECHAM COM CAIO ROBERTO