Por descaso da gestão, servidores de Soledade continuam calendário de manifestações

WhatsApp Image 2017-08-29 at 14.50.52

Diante do persistente descaso da Prefeitura Municipal de Soledade, os servidores do município mais uma vez realizaram um grande ato público na manhã desta terça-feira, 29, para cobrar algum diálogo e negociações por parte da gestão municipal.

WhatsApp Image 2017-08-29 at 14.50.51 (1)

O movimento, organizado pelo Sindicato dos Trabalhadores Municipais do Agreste e da Borborema (Sintab), contou com grande adesão de todas as categorias e dá continuidade ao calendário de manifestações proposto em assembleia, no último dia 14.  Desta vez os trabalhadores se concentraram na Câmara de Vereadores, percorreram as ruas centrais e retornaram à Casa do Povo, na tentativa de conseguir uma audiência com o prefeito Geraldo Moura, mas o pedido sequer foi apreciado por algum representante do governo.

WhatsApp Image 2017-08-29 at 14.12.31 (1)

O coordenador de comunicação do Sintab, Napoleão Maracajá, mais uma vez chamou a atenção para os gastos excessivos da prefeitura com alguns setores, em detrimento dos direitos dos servidores do município. “Não é possível a prefeitura justificar que não tem dinheiro e gastar R$ 600 mil com publicidade, não é possível pedir o sacrifício dos trabalhadores e gastar quase R$ 300 mil em festas, ninguém em sã consciência pode entender e aceitar isto, e nós estamos aqui de forma civilizada e contundente para lutar pelos direitos dos trabalhadores. Estamos à disposição da prefeitura para o diálogo e negociações”, reforçou.

WhatsApp Image 2017-08-29 at 15.06.06 (2)


A programação de assembleias seguidas de atos públicos segue o calendário quinzenal proposto inicialmente. O próximo encontro deve acontecer no dia 13 de setembro.
Relembre as justas reivindicações dos servidores municipais de Soledade:
  • Não cumprimento da Data Base;
  • Discrepância entre a gratificação recebida pelos vigias com relação a que é paga aos guardas municipais;
  • Não pagamento do terço de férias;
  • Liberação de licença prêmio e reajuste salarial, inexistente há mais de oito anos, com exceção dos professores, únicos que tiveram aumento regular;
  • Formulação do PCCR;
  • Pagamento do PMAQ atrasado;
  • Melhorias nas condições de trabalho, com aquisição de insumos e EPIs.

fonte: SINTAB

Postagens mais visitadas deste blog

Prefeito de Soledade baixa decreto proibindo funcionários de usar celular durante o expediente.

ESCOLA DO CHICO PEREIRA CONSEGUIDA NA GESTÃO DE FLAVINHO; IBIAPINA FECHADO, GESTÃO DE GERALDO MOURA.